Cotidiano

Caderno Cotidiano

O dia-a-dia não precisa ser chato nem desgastante. Você pode ter a companhia da Bagala e assim,  terá sempre um motivo para conversar, sorrir e ser feliz.

Ano 01 - Número 08 - Dezembro de 2017
LIXO
Lixo é todo material que foi produzido e descartado pelo ser humano.
No dicionário, lixo é definido como sujeira, imundice, coisa ou coisas inúteis, velhas, sem valor. Lixo, na linguagem técnica, é sinônimo de resíduos sólidos e é representado por materiais descartados pelas atividades humanas.
Existe vários tipos de lixo. Exemplo: Lixo Domiciliar Urbano; Lixo Industrial, Lixo Hospitalar, Lixo Agrícola, Lixo Tecnológico.
Mas a grande realidade e que produzimos muito lixo e não paramos para pensar o quanto estamos poluindo o planeta.  Por isso, desde 1980, lutamos para mudar essa ideia de que lixo é apenas imundice.
Na realidade o que muitos chamam de lixo, outros chamam de material reciclável, ou seja, matéria prima.
Os espaços para receber tanto lixo estão se esgotando rapidamente e se torna cada vez mais urgente embutir em nosso conceito de vida a ideia da reciclagem.
Grande parte do que jogamos fora, poderia e deveria ser reciclado. E necessário uma visão ambientalista para que futuras gerações possam ter um planeta com mínimas condições de vida, ou vamos deixar para nossos filhos e netos apenas uma montanha de lixo e rios poluídos?
Você já parou para pensar quantas coisa inúteis comprou nos últimos tempos? Por quanto tempo usou antes de jogar fora? Porque comprou?  E será que dava para reaproveitar ou doar para outra pessoa antes de jogar no lixo?
O consumismo nos faz produzir uma montanha incalculável de lixo.
E simples, repare na quantidade de lixo da sua casa ou nas calçadas. Veja quanto desse lixo são embalagens e/ou produtos seminovos que já estão sendo descartados.
Entramos num círculo vicioso, compramos para exibir nosso poder de compra e dispensamos os objetos sem pensar nas consequências.
Mas para muitos a ideia de reaproveitamento de resíduos e vista com preconceito, uma coisa que só os pobres devem fazer. Será?
Reciclar significa transformar objetos materiais usados em novos produtos para o consumo e é coisa de gente inteligente, bem informada
Graças a ação de catadores de lixo, ou os carroceiros esse impacto sobre a natureza diminui um pouco. Mas ainda é pouco, temos que fazer mais. Por que tudo que jogamos fora foi extraído da natureza e se não reciclamos, vamos extrair novamente e nesse círculo vicioso destruímos o planeta sujando o solo, os rios e poluindo o ar e extraindo tudo de novo, até o esgotamento total.
Quanto de papel, plásticos, papelão, madeira, ferro, alumínio, vidros e embalagens você jogou fora nos últimos meses? Será que eles realmente eram lixos no sentido de imundos é inúteis? Creio que se olharmos atentamente veremos muito material bom para reciclagem?
Vamos fazer uma pergunta básica e bem simples. Você, morador de São Paulo, o que fez com seu televisor de tubo agora que a onda é a imagem digital? Outra pergunta mais simples ainda, o que você faz com a caixa de sapato? Potes de maionese?
Se sua resposta foi jogo no lixo creia que você também é um poluidor em potencial e ai não adianta só reclamar com as autoridades se você mesmo não colabora.
Vamos refletir sobre o conceito de sustentabilidade para que possamos ter uma vida melhor e deixar bons exemplos para futuras gerações. Para isso se torna necessário que pratiquemos os 3Rs da sustentabilidade (Reduzir, Reutilizar e Reciclar), que são ações práticas que visam estabelecer uma relação mais harmônica entre consumidor e Meio Ambiente.

Resultado de imagem para gifs de feliz ano novo com movimento
Ano 01 - Número 07 - Novembro de 2017


"A memória é importante. Havia um poeta antilhano que dizia que nós, negros, não estamos em busca do tempo perdido, mas do tempo esgarçado, violentado."  Conceição Evaristo
Maria da Conceição Evaristo de Brito, escritora, poetisa, romancista e ensaísta. Conceição Evaristo, como carinhosamente é conhecida, é mestra em Literatura Brasileira pela PUC-Rio, e doutora em Literatura Comparada pela Universidade Federal Fluminense.
Conceição nasceu numa comunidade da zona sul de Belo Horizonte, vem de uma família muito pobre, com nove irmãos e sua mãe, e teve que conciliar os estudos trabalhando como empregada doméstica, até concluir o curso normal, em 1971, já aos 25 anos.
Mudou-se então para o Rio de Janeiro, onde passou num concurso público para o magistério e estudou Letras na UFRJ.
Na sua família as mulheres eram cozinheiras, lavadeiras e/ou passadeiras.  Algumas chegaram a trabalhar para as famílias de escritores como Henriqueta Lisboa e Otto Lara Resende.
Na sua casa quase não tinha livros, mas havia muitas histórias que sua família gostava de contar, muitas delas sobre escravidão ou de pequenos muitos como a história de menina que passou por debaixo do arco íris e virou menino.
Seu livro de cabeceira e o único que havia na sua casa era Quarto de Despejo, no qual CAROLINA MARIA DE JESUS (1914/77) relata sua vida numa favela de são Paulo. Na casa de Conceição eram feitos saraus para ler o livro em voz alta, daí a inspiração que levou sua mãe a escrever um diário.
“Para Conceição, Carolina é o melhor exemplo do que considera uma tendência da crítica: tratar a obra de autores negros como documentário e não uma invenção literária. ‘Carolina de Jesus não faz um retrato da fome física, mas da solidão humana. Muitos imaginam que a única angustia da, mulher negra ou pobre é a agua que falta na bica ou a comida que falta na panela, como se não tivéssemos questões existenciais’ diz Conceição” (Folha de São Paulo – 4/5/2017).
Em casa Conceição tem pilhas de seus livros que são publicados de forma independente. Becos da Memória e Ponciá Vicêncio ganharam reedições pela Palla e pela editora Malê, de São Paulo, ela relançou Insubmissas Lágrimas de Mulheres.
De 4 a 18/6/2017, a escritora ganhou a mostra Ocupação Conceição Evaristo que ocorreu no Itaú Cultural, na Av. Paulista, 149 São Paulo/SP. No final de julho também uma das escritoras convidadas da Flip (Festa Literária Internacional de Paraty).

Fonte: Jornal Folha de São Paulo (4 de maio de 2017)
               wikipedia.com.br      

Resultado de imagem para gifs obrigada com movimento
Ano 01 - Número 06 - Outubro de 2017

12 de Outubro Dia das Crianças

E preciso que olhemos para nossas crianças com mais atenção.
Criança tem de brincar, pular, se sujar, tomar banho quentinho, comer frutas, beber água potável e ser feliz....
Mas para uma criança ser feliz, mas do que brinquedos ela precisa de atenção e educação.
Uma criança precisa pertencer:
•    a uma família que a ame;
•    a uma sociedade que a respeite;
•    a uma escola que seja comprometida com a educação.
A infância tem que ser protegida e orientada para encontrar o caminho do bem e do amor.
Todos já fomos crianças e de vez em quando somos capazes de recordar os momentos mais doces da nossa vida. Era uma época que tínhamos o coração na mão e asas nos pés. Nossa preocupação era assistir desenhos e nossos medos era apenas do escuro e do bicho papão. Que pena que crescemos e tudo isso ficou só na nossa lembrança.
A frase: “eu era feliz e não sabia.”  Cabe perfeitamente na nossa infância, quando nos lembramos que correríamos na rua, que brincávamos de carinho de rolimã, soltávamos pipas, pegávamos frutas do pé e comíamos na hora, que roubávamos comida na cozinha de casa para brincar de casinha, brincar de esconde-esconde, pega-pega e de toda nossa correria e gritaria que fazíamos quando nos juntávamos com nossa turma.
Mas será que o sonho acabou? Onde estão as crianças da atualidade? Estão presas a tecnologia e assim a infância vai ficando cada dia mais triste e por conseguinte teremos adultos mais frustrados é isso pode virar um círculo vicioso.
O gostoso da infância é ser criança de verdade, poder viver sem preocupação, tendo uma casa para voltar, uma cama para descansar e uma família acolhedora e protetora.
Como seria bom se toda garotada tivesse o que comer na mesa, braços para confortar e histórias alegres para contar.
O que desejo, não só no dia 12 de outubro, mas para os 365 dias do ano e que todos possamos olhar com mais respeito e carinho proporcionando assim uma vida digna para aqueles que iram um dia tomar conta no nosso Brasil e da nossa velhice.
Dicas para dia das crianças:
•    Ao invés de comprar um presente caro, seja você o presente dela.
•    Leve-os para passear em parques, clubes, em lugares ao ar livre e se divertiram muito.
•    Dia 12 de outubro, diga não ao celular e converse com seus filhos, sobrinhos, netos ou com qualquer outra criança que esteja sob sua responsabilidade.
•    Se você tiver possibilidade vá a lugar onde se possa colher frutos e verduras.

Resultado de imagem para gifs obrigada pela visita
Ano 01 - Número 05 - Setembro de 2017
O simples ato de lavar as mãos, pode nos ajudar a evitar muitas doenças. Não temos e não transmitimos!
Lave as Mãos!

Com qual frequência você lava suas mãos?
Você o hábito de lava-las antes e após ir ao banheiro e antes e depois de se alimentar?
Sabe por quê é necessário esse cuidado?
Parece desnecessário, mas não é!
Se todos tivéssemos o hábito de lavar as mãos com mais frequência, reduziríamos em até 40% a incidência de infecções e doenças como diarreia, resfriados e conjuntivite.
Muito se fala da necessidade sobre lavar as mãos antes de se alimentar e depois de usar o banheiro, mas o inverso também é necessário. Lavando a mão também antes de ir ao banheiro você evita contato com várias doenças e diminuí sensivelmente o risco de ter doenças sexuais e lavando as mãos após se alimentar você estará evitando que restos de alimentos se espalhem proliferando o número de bactérias causadoras de várias doenças.
Quando usamos o transporte coletivo, devido ao grande número de pessoas, também ficamos expostos a bactérias causadoras de várias doenças, tais como: resfriado, gripe, conjuntivite, erupções na pele, diarreia, hepatite e infecções respiratórias. Lave as mãos ao chegar no escritório e ao retornar para seu lar.
Devemos ensinar as crianças a lavarem sempre as mãos, pois essa atitude que para alguns não significa quase nada e capaz de remove o suor, a oleosidade e as células mortas, o que impossibilita a formação de um ambiente propício à permanência e à proliferação de vírus, fungos e bactérias. 
O álcool gel tem grande eficácia e ação prolongada, mas se as mãos estiverem sujas ele não cumprirá seu papel de proteção com 100% de eficácia.

Imagem relacionada
Ano 01 - Número 04 - Agosto de 2017
Uma Pausa para Cuidar do seu Coração
Existem fatores de risco que, quando presentes, aumentam as chances de doença cardiovascular, infarto e derrame. Alguns fatores não têm como mudar: idade, sexo, história de doença cardíaca na família. Porém, existem outros que você pode mudar: fumo, alimentação inadequada, obesidade, falta de exercícios físicos, colesterol alterado, diabetes, pressão alta e estresse.
Alimentação Saudável
Ingerir frutas, verduras, legumes diminui em 30% as chances de infarto.
Cada alimento desempenha uma função em nosso organismo. Não existe alimento completo, e, por isso, precisamos comer diariamente uma variedade de alimentos e em quantidade adequadas.
Lembre-se, que tão importante quanto a qualidade dos alimentos, é a sua quantidade: pequenas porções de alimentos proibidos podem ser ingeridos de vez em quando, mas muito cuidado com a quantidade, mesmo dos alimentos saudáveis. Fuja das lanchonetes “fast food” e dos sanduíches gordurosos em qualquer lugar.
•    Cereais, Pães, Tubérculos e Raízes: alimentos fontes de carboidratos (fornecem energia para o organismo), vitaminas do complexo B e fibras. Dê preferência a alimento integral.
•    Verduras, Legumes e Frutas: alimentos fontes de vitaminas e sais minerais e fibras. Protegem e regulam o bom funcionamento do organismo.
•    Leite e Derivados: Alimentos fonte de proteína e cálcio.
•    Carnes, Aves, Peixes, Ovos e Leguminosas: (feijão, ervilha, lentilha, etc) alimentos fontes de proteína, ferro, e outros minerais. Constroem e reparam os tecidos do organismo.
•    Gorduras, Óleos, Açúcar e Doces: as gorduras são fontes de ácidos graxos essenciais, vitamina E e energia, Por serem excessivamente calóricas, devem ser consumidas moderadamente.

Exercício Físico

Praticar exercícios físicos regularmente reduz em 14% os riscos de um ataque cardíaco. Atividade física moderada é a atividade que produz suor, mas que, enquanto é realizada, a pessoa consegue conversar, frases curtas.
E aconselhável uma avaliação médica antes de começar a se exercitar.
Aproveite para subir escadas, andar menos de carro, brinque com as crianças, passeie com o cão e pratique atividades ao ar livre.
Evite o sedentarismo! O sedentário tem uma chance 40% maior de ter doença cardíaca!!

Fumo

Fumar aumenta em 30% o risco de ter um ataque cardíaco.
O cigarro contém cerca de 4.720 substâncias químicas, e pelo menos 60 delas são reconhecidamente cancerígenas além de irritantes e tóxicas para os pulmões. Quem fuma tem 200% a mais de risco de ter um derrame!
Algumas pessoas pensam que fumar é estilo, mas, anualmente, só no Brasil, 200 mil pessoas morrem a cada ano por causa do cigarro! 80% dos fumantes começaram a fumar antes dos 18 anos de idade.
O homem fumante vive em média 13 anos a menos que o não fumante.
A mulher fumante vive em média 15 anos a menos do que as não fumantes.
Se você tentou parar de fumar e teve uma recaída. Isso não é um sinal de fracasso! Comece novamente, mas com mais força de vontade procure ficar mais atento ao que fez você voltar a fumar. Cuidado com barzinhos, festas e amigos fumantes. Se dê chances de ficar livre dos cigarros, tente até conseguir. A maioria dos ex-fumantes fizeram em média 3 a 4 tentativas.
Não seja um fumante passivo, que é aquele que respira a fumaça do cigarro dos outros, absorvendo todas as substâncias tóxicas do cigarro da mesma forma que o fumante.
Estima-se que há 2 bilhões de “fumantes passivos” no mundo todo, e que 700 milhões são crianças.

Obesidade

Obesidade é o acumulo de gordura no corpo em quantidade acima do normal. Ela aparece quando a quantidade de alimentos que comemos é maior do que a que precisamos para as atividades do dia-a-dia. Os alimentos que comemos se transformam em energia, e quando não gastamos toda a energia produzida ela se deposita no corpo em forma de gordura.
Obesidade não se só se pesa: também se mede!!
Por isso, fique atento à sua circunferência abdominal: os valores acima dessa média indicam OBESIDADE. No homem ela deve ser igual ou menor que 90cm e na mulher deve ser igual ou menor que 80.
A obesidade pode causar outros problemas de saúde como: pressão alta, aumento da taxa de colesterol, triglicérides e diabetes, infarto, derrame cerebral, podendo chegar até a morte, além de provocar o surgimento de problemas respiratórios, ortopédicos e dermatológicos.

Pressão Alta ou Hipertensão Arterial

O coração funciona como uma bomba que faz o sangue circular em todo o corpo. Quando está relaxado, o coração se enche de sangue trazido pelas veias, e quando se contrai “empurra” o sangue para as artérias. As artérias oferecerem certa resistência a essa circulação do sangue, e é isso que gera a pressão arterial. O coração precisa vencer essa pressão para que o sangue possa circular e chegar a todos os órgãos do corpo.
Em uma parte da população, a resistência exercida pelas artérias é muito alta, provocando aumento da pressão arterial. O coração precisa fazer mais força para conseguir manter o sangue circulando e fica sobrecarregado.
As razões que torna uma pessoa hipertensa são complexas, mas em linhas gerais o que ocorre é uma associação entre fatores genéticos e ambientais.
•    Fatores Genéticos: herdados de parentes próximos.
•    Fatores Ambientais: excesso de sal, sedentarismo, estresse, remédios sem orientação médica, obesidade.
A única forma de saber se você tem pressão alta antes de ocorrer uma complicação grave é medindo sua pressão arterial regularmente.
A pressão alta não tem cura, mas você pode controla-la apenas com a mudança de alguns hábitos de vida ou com uso de algum dos medicamentos conhecidos como anti-hipertensivos.
Dicas para controlar a pressão arterial:
•    Controle o estresse.
•    Diga NÃO ao fumo.
•    Reduza o consumo de sal.
•    Evite alimentos gordurosos.
•    Pratique exercícios físicos.
•    Controle seu peso e a circunferência abdominal.
•    Evite o consumo de bebidas alcoólicas.
A hipertensão age silenciosamente, prejudicando os rins, os vasos sanguíneos e o coração, aumentando o risco de ocorrer infarto e derrame cerebral.
Quando o coração e forçado a trabalhar mais do que o normal (sob pressão), com o tempo ele vai tornar mais musculoso (engrossar), aumentar e depois ficar “fraco”, o que vai levar à falta de ar e inchaço no corpo todo. Com o tempo, os rins vão deixando de funcionar, a vista ficará muito prejudicada, e as artérias poderão endurecer ou se romper, aparecendo assim outras complicações. A qualquer momento poderá ocorrer um infarto ou num derrame cerebral. Por isso, é fundamental que você siga as instruções do seu médico, que lhe passará o tratamento adequado para que o seu coração trabalhe no ritmo normal e sua vida não seja encurtada.

Colesterol Alterado e Triglicérides

Colesterol não é uma doença, é uma substância importante para a saúde. Ele é produzido pelo nosso organismo, mas também o adquirimos por meio de ingestão de alimentos gordurosos.
O colesterol e outras gorduras não podem dissolver-se no sangue. Por isso, o colesterol que não é “aproveitado” pode ser eliminado pelo fígado com a ajuda de uma espécie de “lixeiro” e do colesterol bom (HDL).
O colesterol alterado não apresenta sintomas. A única maneira de saber se o seu colesterol está alterado é fazendo um exame de sangue.
Tipos de colesterol:
•    HDL (colesterol bom) – Remove o excesso de colesterol no sangue reduzindo o risco de formação das placas de gordura. Quanto maior a quantidade, melhor. Em baixos níveis indica grande risco para o desenvolvimento de doenças cardíacas, como infarto.
•    LDL (colesterol ruim) – É o responsável pela formação de placas de gordura nas artérias, o que prejudica a passagem de sangue, indicando risco aumentando de infarto, derrame cerebral e entupimento das artérias das pernas.
O colesterol pode subir por várias razões:
1.    Se ingerir muita comida gordurosa, “sobrara” muito colesterol em nosso corpo, e os “lixeiros” e o HDL não conseguirão elimina-los.
2.    Algumas pessoas podem ter colesterol alto apesar de não comerem muita gordura. Isso acontece quando o HDL é muito baixo ou quando o organismo possui poucos “lixeiros”.
3.    A falta de exercícios físico provoca o aumento do colesterol ruim (LDL) e diminui do colesterol bom (HDL).
Dicas que ajudarão a otimizar os níveis de colesterol no sangue:
•    Evite alimentos gordurosos.
•    Aumente o consumo de fibras, com frutas, verduras, grãos e cereais integrais.
•    Evite obesidade.
•    Pratique exercícios físicos regularmente.
Triglicérides são partículas de gordura existentes nos alimentos e no organismo. Sua principal função é a produção de energia para o funcionamento do organismo. Quando essas partículas não são usadas, imediatamente elas são transportadas para as células para serem armazenadas. Quando há um excesso de triglicérides no sangue, chamamos de hipertrigliceridemia, isso aumenta o risco de doenças cardiovasculares.
O consumo exagerado de alimentos ricos em gordura e alimentos energéticos, como açúcar e doces, massas, pães, batata, mandioca, bebidas alcoólicas, e outros, aumenta i nível de triglicérides no sangue.

Diabetes

É a produção deficiente de insulina pelo organismo. Insulina é uma substância produzida pelo pâncreas, responsável pela transformação do açúcar em energia.
No indivíduo com diabetes, o pâncreas produz menos insulina, e a quantidade de insulina
assim, “sobra” açúcar no sangue e esse excesso de açúcar favorecerá o acumulo de gorduras na parede arterial.
Sintomas do diabetes:
•    Fome exagerada
•    Desânimo, fraqueza, cansaço
•    Sede intensa
•    Urinar em excesso
•    Visão prejudicada
•    Perda de peso
Os sintomas podem ocorrer depois de muitos anos com diabetes. Portanto, é fundamental que você saiba o valor de sua glicemia.
Mesmo que você tenha alto risco de se tornar diabético, você pode adiar e até mesmo evitar o diabetes!
Sabe como?
•    Tendo uma alimentação saudável.
•    Mantendo seu peso e a circunferência abdominal normais.
•    Praticando exercícios físicos.
Tipos de diabetes:
•    Tipo 1 – Geralmente ocorre em jovens e crianças. Necessita de insulina para controle.
•    Tipo 2 – mais frequente. Muitas vezes controlado só com dieta ou medicação via oral. Geralmente ocorre em pessoas obesas, sedentárias e com hábitos alimentares inadequados. Existe ainda o diabetes que surge durante a gravidez, especialmente em mulheres obesas ou que aumentaram excessivamente de peso durante a gravidez.
O diabetes não cura, mas pode ser controlado, procure orientação médica.
Dicas para controlar o diabetes:
•    Não consuma alimentos ricos em açúcar.
•    Prefira alimentos frescos, integrais, e ricos em fibras.
•    Acostume-se a frutas que não precisem ser adoçadas, coma abacate como salada.
•    Reduza a quantidade de gordura na alimentação, principalmente de origem animal.
•    Faça de 5 a 6 refeições por dia, em pequenas quantidades.
•    Não pule refeições, evitando ficar em jejum por longos períodos.
•    Evite refrigerantes e sucos com açúcar, beba água.
•    Evite Bebidas alcoólicas.
•    Beba ao menos 2l de água por dia.
•    Faça exercícios físicos com regularidade.
Se o diabetes não for tratado, poderá ocorrer:
Rins: insuficiência renal – diálise – transplante
Olhos: catarata – cegueira
Cérebro: derrame – morte
Circulação: entupimento das artérias das pernas – amputação
Coração: aterosclerose – coronária – infarto – dilatação cardíaca – morte.

Estresse

É um termo utilizado para descrever a reação que desequilibra o organismo, diante das situações do dia-a-dia. Geralmente, pode-se dizer que uma pessoa sofre de estresse quando as pressões externas fogem à capacidade de suportá-las, o que leva a impaciência, ansiedade, irritabilidade, depressão, perda de capacidade de concentração e insônia.
A prática de relaxamento e de atividades físicas como válvula de escape e mudanças de hábitos, principalmente no trabalho, podem reduzir os efeitos nocivos do estresse e ajudar no tratamento da pressão alta, do aumento do colesterol, do diabetes, da obesidade e do fumo.
O estresse em geral se associa a outros fatores de risco e pode ser muito perigoso. O estresse agudo (de começo rápido) e crônico (de longa duração) provoca excesso de atividade do sistema nervoso e pode elevar a pressão arterial, níveis elevados de colesterol, estimular o vício de fumar e provocar excessos alimentares.
O estresse aumenta em 60% o risco de infarto.

Fonte: Mutirão do Coração – Cartilha de Prevenção Cardiovascular
Realização: SOCESP, Secretaria da Saúde, Governo do Estado de São Paulo

Resultado de imagem para gifs obrigado volte sempre
Ano 01 - Número 03 - Julho de 2017
Loja de Fantasia, também vende batina.
Esse texto é um pequena reflexão sobre a sociedade brasileira e sua visão de mundo; aliás nossa visão de mundo porque somos nós que formamos a sociedade.
Somos todos iguais perante a justiça e perante DEUS.
Perante a a justiça somos mesmo? Então por que nossa aparência tem tantos rótulos?
Aparência é aquilo que se mostra de imediato e somos muito mais do que isso, cada ser humano é um universo e assim deveria ser visto e respeitado.
Quem garante que um homem de terno escuro, gravata, camisa, sapatos polidos e mais honesto, sábio ou bem sucedido que um outro homem de jeans, camiseta e tênis surrados?
Uma mulher de decotes e saia justa e menos honesta que outra de roupas largar e não decotadas?
Qual a importância que a aparência tem para o contexto social?
Nosso visual pode dar boa ou má impressão, mas se estivermos com uma aparência falsa essa impressão, seja qual for, não se manterá.
Sinceramente não podemos falar sobre o caráter de uma pessoa apenas olhando-a rapidamente.
Se a apresentação fosse algo que pudesse ser levado a sério, será que estaríamos vivendo essa crise. Quem sempre esteve no poder, também sempre teve as melhores vestimentas e por conseguinte a melhor imagem. Mas essa “boa aparência” não foi o suficiente para manter o país equilibrado e dentro da honestidade.
E a gente continua pondo rótulos nas pessoas. Não é à toa que existi uma globalização na forma de se vestir, como se tivéssemos medo do julgamento dos outros.
Quando assistir um filme, não importa de qual país, verás que os jovens se vestem da mesma forma. Com raras exceções. As roupas são quase que uniformes, perderam as características de cada cultura, o estilo pessoal. Todos querem usar o que alguém disse ser a moda, porque desejam ser aceitos e o medo da rejeição acaba com a personalidade de muitos.
O executivo está de terno, o garçom, o porteiro, o manobrista, o boy, o zelador, o estudante de direito, o noivo, os padrinhos dos noivos, os convidados, e tantos outros que acreditam que a roupa faz o homem.
As mulheres... Ah! Coitada das mulheres que se equilibram no alto dos seus saltos o dia todo, todo dia.  Em pé dentro da condução, em calçadas esburacadas, com criança no colo, no trabalho, na faculdade, no happy hour, no casamento, nas festas, nas reuniões formais e informais, e nos finais de semana para uma ida ao shopping. Mal sabem o mal que causando ao seu organismo. Mas estão dentro da moda e são aceitas por isso.
Vivemos em busca da aceitação da sociedade e não em busca da nossa satisfação pessoal. E deveria ser ao contrário.
Quando foi que perdemos nossa identidade? Olhem na rua, salvo raras exceções, estamos uniformizados.
Estamos perdendo nossa identidade e julgamos duramente quem tenta ser fiel aos seus princípios.
Vivemos uma inversão de valores em todos os sentidos, ficamos iguais por medo, mas não temos o mesmo medo na hora de criticar o diferente. Somos o que a sociedade quer que sejamos. E mesmo assim somos mal interpretados quando usamos um terno deselegante ou um salto torto; ai somos alvos de chacota e ainda corremos o risco de ter a imagem espalhada em redes sociais, pois tratamos cruelmente quem sai fora dos padrões das massas.
E preciso ter coragem para se assumir e parar de sustentar algo que não condiz com seu eu.
Só com bravura e com a ajuda da educação vamos sair fora do círculo vicioso e remar contra a maré do comodismo.
Se olhássemos atentamente ao nosso cotidiano, talvez a gente percebesse que estamos dando muito valor a algo totalmente supérfluo.
Isso tudo tem a ver com o fato de como queremos ser lembrados, e se queremos ser reconhecidos como A, B ou C.
Observando o centro das grandes cidades, chego a conclusão de que  não somos pessoas distinguíveis no meio da multidão, nem pelas nossas roupas, acessórios ou corte de cabelo.
Dizem que a primeira impressão é a que fica, será? E qual impressão estamos deixando?
E importante que saibamos nos apresentar de acordo com que desejamos que notem em nós. Nossa aparência e nossa marca e que marca teremos se somos todos iguais?
Paramos de prestar atenção no que está nos sendo enfiado goela abaixo e deixamos de acreditar em nossa intuição. Estamos aceitando tudo pacificamente, ou seja, agimos como um filho que fica dependente da sua mãe o tempo todo e se nega a crescer e por seu prato sozinho.
Para muitos é mais fácil deixar se levar pela cultura de massa a ter de prestar atenção em si mesmo.
Temos de voltar a pensar, urgentemente!
Acredito que a resposta para isso está dentro de cada um.
Agora se a gente não parar e prestar atenção a tudo que nos é imposto, num futuro não muito distante seremos uma geração de pessoas facilmente manipuladas, que não terá o habito de pensar e não saberá mais distinguir o certo do errado e o pior que seremos capazes de agradecer o manipulador e agredir duramente quem ousar pensar diferente.

Desigualdade Social no Brasil
Todos ficamos chocados com os noticiários e com os jornais atualmente. A violência no Brasil está fora do controle e matamos mais que numa guerra. E por que será que matamos tanto? Impunidade, talvez?....
Lembro-me de minha infância, quando meus pais me corrigiam de forma enérgica e hoje  sei que tudo aquilo foi para meu bem, para a formação do meu caráter. Sou mãe, sou pedagoga e o que eu vejo e que os pais trabalham tanto para conseguirem por alimentos a mesa, que esquecem de alimentar a alma dos seus pequenos e não fazem isso por mal, em sua maioria o fazem por esgotamento físico e mental. Também existem aqueles pais que confundem o seu amor, acreditando que se passarem sempre a mão na cabeça do seu pimpolho tudo estará resolvido, mas não é bem assim quando não se educa em casa a vida vem cobrar e essa não tem piedade.
Vamos voltar lá trás quando a Corte Portuguesa chegou no Brasil em1808, eles trouxeram benefícios ao país e isso e indiscutível, mas a qual preço? Trabalhávamos para pagar o luxo da Corte, os cariocas foram obrigados a “ceder” suas casas, chácaras para àqueles que acabavam de chegar no país e acontecia assim:  eram pintadas na frente da casa escolhida as letras P.R. – Príncipe Regente, e assim 10 mil casas foram pintadas com as letras “PR”, que significava na prática que o morador teria que sair de sua casa para dar lugar à realeza. Logo, a sigla “PR” ficou popularmente conhecida como “Ponha-se na Rua”. Isso se deu pelo fato de que o Brasil não tinha moradia para abrigar toda a comitiva que acompanhava a Corte, algo em torno de 15 mil pessoas, que escolheram livremente onde queriam morar sem nada pagar.
“Em 10 de setembro de 1808, imprimiu-se o primeiro jornal do país, a Gazeta do Rio de Janeiro. Porém, nem tudo foi glória, os cariocas tiveram que arcar com o alto custo de tudo, além de serem coagidos a doar alimentos e tecidos para manter a mordomia da Corte, que não se importava em esbanjar.”
O Brasil nasceu e foi criado no leito da desigualdade social. E hoje vemos a história se repetir, trabalhamos muito para pagar impostos que mantêm a elite brasileira, que gastam e esbanjam sem piedade. Quase nada mudou! Agora ia perguntar onde foi que erramos, mas o certo e perguntar quando será que vamos acertar? Por que para chegarmos onde estamos e sinal que erramos muito como cidadãos. O que vocês acham?
Esse desrespeito com que somos tratados, está gerando essa revolta, parece que voltamos a viver a lei do mais forte, só que hoje o mais forte tem um fuzil na mão e te mata à toa sem dó.
Sofremos hoje em dia dos mesmos problemas da época da vinda da coroa ao Brasil. Não temos pavimentações nas periferias, não tem luz, não tem saneamento básico, não temos saúde pública e ainda temos doenças oportunistas como:  zika, chicungunha, dengue e febre amarela.
“A desigualdade social refere-se a processos relacionais na sociedade que têm o efeito de limitar ou prejudicar o status de um determinado grupo, classe ou círculo social. As áreas de desigualdade social incluem o acesso aos direitos de voto, a liberdade de expressão e de reunião, a extensão dos direitos de propriedade e de acesso à educação, saúde, moradia de qualidade, viajar, ter transporte, férias e outros bens e serviços sociais. Além de que também pode ser visto na qualidade da vida familiar e da vizinhança, ocupação, satisfação no trabalho e acesso ao crédito. Se estas divisões econômicas endurecem, elas podem levar a desigualdade social.” Wikipédia
Desigualdade social atualmente esse é um problema que afeta o mundo todo.  Alguns países mais pobres sofrem muito mais, por que vemos nos noticiários que existem pessoas que não têm o que comer, onde morar e nem água para beber. Esse é um quadro muito difícil de ver, doí demais a indiferença de quem podia mudar isso.
Mas, pedindo licença para voltar ao Brasil, vejo que somos um país rico, que fomos abençoados com nossa flora e fauna e estamos destruindo tudo,  e  assim acabamos por destruir a nós mesmos. A desigualdade social é uma doença que afeta a todos, uns se revoltam por ter seus direitos violados e outros são afetados pela necessidade insaciável de ter poder e dinheiro. Ambos ficam doentes, mas com certeza somos nós os pobres que sofremos mais. Sofremos com:
•    Violência Urbana – Esse tipo comportamento e ligado diretamente com a criminalidade e afeta o individual e coletivo, causa medo na população já tão oprimida. São assaltos, violência doméstica, estupros, sequestros feitos por pessoas que já tem esse desvio comportamental e na sua maioria não conseguem estudos, saúde não tem bons empregos, se sentem diminuídos e desejam  consumir, para ser aceito na sociedade.  E para tal acabam por praticar atos indesejáveis a maioria da população com o desejo de resolver seu problema social e pessoal.
•    Preconceito Racial - A desigualdade racial sempre existiu fato comprovante é a escravidão, mas tem seus índices inflamados com o fenômeno social de desigualdade, uma vez instalada a desigualdade, vem à tona o racismo que sempre demonstra uma disparidade na distribuição de recursos financeiros, gera uma separação, ou uma segregação por grupos de pessoas com outros tons de pele, gênero ou etnia, orientação intelectual, religiosa, filosófica, sexual, etc. Casos famosos e ao mesmo tempo extremamente cruéis que aconteceram mundo afora foram: Hitler exterminando os judeus; Apartheid na África que ocorreu entre 1948 e 1994. O Brasil atual, possui um dos tipos de preconceito mais cruel que pode existir, se diz livre de racismo, ‘te dá tapinha nas costas’ e depois longe te chama de vagabundo é o racismo velado (poderoso e cruel) que faz a vítima parecer sofrer de perseguição e fazendo o opressor se tornar a vítima.
•    Desemprego – é exatamente a situação dos brasileiros atualmente. Existe no Brasil um desnível social tão grande que não dá para nós alcançarmos, poucos com muitos e muitos sem nada. Sem emprego, alimentos, moradia, saúde, diversão e ainda financiando tudo isso e muito mais para a elite. Quem tem emprego tem chances de melhor se preparar e de melhor preparar seus herdeiros para o mercado de trabalho, isso faz com o que o poder esteja sempre nas mãos dos mesmos é um círculo vicioso.
•    Ausência de Educação – É a educação que coloca o indivíduo na sociedade, através do aprimoramento da sua capacidade cognitiva. Uma sociedade deve investir na educação, pois ela é a ignição de um povo. Mas, infelizmente atualmente o Estado não se importa com isso, por que é bom não ter muitos seres pensantes e críticos e por outro lado o povo não tem tempo para se educar, porque desde de cedo tem de trabalhar para se alimentar.
•    Fome – Da próxima vez que você ver um morador de rua, veja que ele não está lá por livre e espontânea vontade, a sociedade o empurrou para isso e agora e mais fácil julgar do que ajudar. Por trás de muitos moradores de rua, existe má concentração de renda, dívida externa do país que impedem o crescimento econômico, refletindo em falta de alimento para a população, etc. Numa sociedade como a nossa desigualdade social tão forte que a fome é um problema que atinge a população de forma drástica.
•    Pobreza – Uma sociedade onde prevalece a violência urbana, o preconceito racial, o desemprego, a ausência de educação e a fome só pode ter uma geração de pobres, que lutam pela sobrevivência e voltando para a época da Corte Portuguesa, sustenta a elite e seus gastos exorbitantes. Pobres que não tem condição de lutar por uma mudança porque desconhecem que essa possibilidade existe.

ANO 01 - NÚMERO 02 - JUNHO DE 2017
http://2.bp.blogspot.com/-DkHTXHToLCk/T93OvQBJpVI/AAAAAAAAEjg/76QN2shnAMI/s1600/festa+junina1.gif
Em junho, as escolas, igrejas, associações, clubes e várias comunidades se unem para a Festa Junina. Enfeitam o local com bandeirinhas coloridas, comidas e roupas típicas, se local permitir acendem uma fogueira, tocam música de viola e sanfona e tudo muito lindo e animado. E os docinhos são de dar agua na boca.
Mas você sabe a origem disso tudo?
No período pré-gregoriano, acontecia uma festa pagã em comemoração à grande fertilidade da terra, às boas colheitas, na época em que denominaram de solstício de verão(1). Essas comemorações também aconteciam no dia 24 de junho, para nós, dia de São João.
Essas festas eram conhecidas como Joaninas e receberam esse nome para homenagear João Batista, primo de Jesus, que, segundo as escrituras bíblicas, gostava de batizar as pessoas, purificando-as para a vinda de Jesus.
Por esse motivo, com o passar do tempo passou a ser uma comemoração da Igreja Católica, onde homenageiam três santos: no dia 13 a festa é para Santo Antônio; no dia 24, para São João; e no dia 29, para São Pedro. O nome da festa mudou de Joanina para festa Junina por ocorrer no mês de junho.
Mas foram os portugueses que adaptaram a festa para algo parecido com o que se tem ideia hoje em dia. Os portugueses apresentaram a festa aos brasileiros na época do Brasil colonial.
Nessa época, como nos dias atuais, sofríamos influências estrangeiras na nossa cultura. A dança de quadrilha e uma adaptação de uma dança nobre francesa do século XVII. Quando a dança veio para o Brasil, algumas palavras francesas usadas para guiar os passos acabaram virando apenas gritos festivos. É o caso de “anarriê”, quem vem do francês “en arrière”, que significa simplesmente “para trás”.
Os fogos de artifícios soltados durante a festa, vieram da tradição chinesa, o uso de fitas na dança e vestimentas vieram da tradição portuguesa e espanhola onde era comum as danças com fitas.
Todas essas tradições e culturas ao longo do tempo foram se misturando com a cultura indígena, africanas e tomando formas e características muito particulares em cada região do Brasil.
Aliás os Índios e os Africanos se identificaram muito rapidamente com essa festa, pois eram povos já acostumados com a alegria e festas.
Apesar de todo Brasil comemorar a Festa Junina, e no Nordeste que ela se destaca e ganha grande expressão cultural. Lá, eles além de homenagearem os Santos católicos (Santo Antônio, São Pedro e São João), eles aproveitam para agradecer as chuvas tão rara na região e a colheita do milho.
Em junho, os hotéis ficam lotados de turistas de todo o Brasil que viaja para ver essa festa maravilhosa oferecida pelo povo nordestino e apesar da grande maioria dos turistas serem brasileiros a cada ano mais estrangeiros vem ver a festa de perto. Assim, a festa junina, no nordeste se tornou um importante momento econômico para a região.
 A comida é típica e a maioria tem o milho como ingrediente principal. É costume servir nessas comemorações: bolo de milho, broa de fubá, cuscuz, curau de milho verde, suco de milho, vinho quente, quentão, pé de moleque, arroz doce, doce de abóbora, caldos, pamonhas, etc....  A introdução do milho, da abóbora, amendoim, aipim foi responsabilidade dos povos indígenas e africanos que aos poucos apresentaram sua culinária ao povo brasileiro.
As roupas quadriculadas, remendadas e os chapéus de palha têm a ver com a realidade rural do Brasil no tempo em que essas festas se espalharam pelo país.
Com o passar dos anos, as festas juninas ganharam outros símbolos característicos. Como é realizada num mês mais frio, enormes fogueiras passaram a ser acesas para que as pessoas se aquecessem em seu redor. Várias brincadeiras entraram para a festa, como o pau de sebo, o correio elegante, os fogos de artifício, o casamento na roça, entre outros, com o intuito de animar ainda mais a festividade.
 Hoje a Festa Junina une todos os povos numa só alegria e essa mistura toda se transformou em tradição no Brasil
 Salve as Festas Juninas de todo o Brasil!

     (1)O solstício é um momento, com dia, mês, hora e segundo muito bem determinados por cálculos astronômicos. Não é um período. Então, não é correto dizer "entramos no solstício". Você pode dizer passamos (com a ideia de um momento) pelo solstício de verão (de inverno) e entramos (ideia de um período que vai se prolongar) no verão (inverno).

Fonte:
https://www.terra.com.br
http://www.semprefamilia.com.br
http://brasilescola.uol.com.br
http://www.suapesquisa.com 

Resultado de imagem para volte sempre gifs animado
ANO 01 - NÚMERO 01 - MAIO DE 2017
A boa vizinhança

Esse com certeza não é um bom vizinho.

Vizinhos são mais próximos que muitos familiares, conserve-o como um bom amigo.

Ser um Bom Vizinho é muito mais do que estar sempre pronto para socorrer, o bom vizinho faz muito mais do que isso ele não incomoda o outro. Por exemplo:
   
    *Não empurra seu lixo para calçadas alheias.
    *Limpa a sujeira que seu cão faz na rua.
   *Mantém seu quintal limpo pela sua saúde e pela coletividade.                  
    *Não ouve som alto.                                                                       
    *Não estaciona em frente saída/entrada de veículos.
    *Não estaciona sobre calçadas .
    *Não direciona faróis em janelas, principalmente à noite.
    *Não buzina de madrugada.
    *Anda com seu cão sempre preso a coleira e se necessário com focinheira.
    *Em caso de festa, comunica os vizinhos, abaixa o som as 22h e convida-os.
    *Em caso de churrasco, avisa com dois dias de antecedência, por quê sabe que roupas com cheiro de churrasco não é legal.
    *Coloca o lixo na rua no dia e no local certo, evitando pragas e roedores.
      * Não sai espalhando boatos.

O bom vizinho sabe que: bom dia, boa tarde, boa noite junto de um sorriso pode transformar vidas.Bons vizinhos podem e dever usar redes sócias para se comunicarem e também para se protegerem, formando grupos que ajudam a vigiar as ruas do bairro evitando assaltos.
Para quem mora em prédios e sempre bom lembrar que saltos fazendo toc toc ou barulho de moveis sendo arrastados depois das 22h ou antes 6h é muito incomodo.
Evite a exibição de nudez usando cortinas e fechando as janelas, mesmo porque não seria nada legal ser acionado na justiça por tal motivo.
Se nada disso conseguir evitar uma desavença, tente usar o bom senso e o bom humor para chegar a uma solução que seja boa para ambas as partes e seja feita de forma pacifica. A melhor alternativa sempre será uma boa conversa e muito respeito. Pense da seguinte forma: não gostaria de que me fizessem isso, portanto também não farei.
Nunca se esqueça que em muitos casos você está mais perto do seu vizinho do que da sua família, então nada mais legal do que ter por perto um amigo. Seu vizinho e uma extensão da sua casa e vice-versa. Estamos num mundo onde as pessoas só pensam em ganhar dinheiro, vivem correndo, sempre com pressa e por isso param de prestar atenção em coisas simples, como por exemplo a importância de um bate papo descontraído.
Nossos avós colocavam cadeiras na calçada e sentavam e trocavam ideias, esse costume antigo fez com que grandes amizades acontecessem. Mas, hoje infelizmente não temos tempo, nem espaço, nem tranquilidade para sentarmos na calçada para longas conversas. Mas nada impede de convidar seu vizinho para um almoço descontraído, algo simples que deixe bem claro que a amizade e o fator principal desse encontro.
Nunca se esqueça de que gentileza gera gentileza e vizinhos parceiros, educados e solidários podem se tornar um grande amigo para a vida toda.

Obesidade é uma doença que consiste na acumulação excessiva de gordura no corpo, por isso é perigosa para a saúde.
Normalmente encontramos sua origem na hereditariedade e na má alimentação, embora médicos possam encontrar outras causas. Outras causas: comer mal ou em excesso, sedentarismo. Quando se come mais do que a energia consumida pelo organismo a tendência é ficarmos obesos.
Perder peso e mantê-lo em longo prazo pode ser difícil e nada prazeroso dependendo da dieta que você escolher. Toda dieta deve vir acompanhada de uma reeducação alimentar, introdução a programas de exercícios físicos e de acompanhamento médico em longo prazo. O maior erro é querer um emagrecimento rápido, uma corrida contra a balança, que na maioria das vezes, é abandonado no meio do caminho.
Emagreçam de forma consciente, algumas sugestões são: estacionar o carro mais longe, subir de escadas, descer um ou dois pontos antes para começar a se exercitar.
Atualmente, a obesidade é um grave problema de saúde sendo mais frequente e mais grave que a desnutrição.

Resultado de imagem para abraços gifs animado
Share by: